quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

BBB 12: POLÊMICAS E MAIS POLÊMICAS!


Interessante, mais uma vez o BBB (Reality Show conduzido pela Rede Globo de Televisão), agora em sua 12ª edição nos traz situações polêmicas, nesta ocasião envolvendo as condutas de dois participantes do referido programa: embora a estudante gaúcha Monique Amin, de 23 anos, tenha garantido ao delegado titular da 32ª DP (Jacarepaguá), Antonio Ricardo Nunes, que não houve estupro na casa onde ocorre o tão “espiado” Big Brother Brasil (BBB12), praticado por seu colega de cama, Daniel Echaniz, de 31 anos, a investigação policial continua. As informações vinculadas a imprensa escrita e falada registram que o inquérito seguirá em aberto até que seja liberado o laudo das análises em curso no Instituto de Criminalística Carlos Éboli, onde técnicos forenses buscam por marcas de sêmen e demais fluidos comuns a uma relação sexual.
Fonte de suporte: http://correiodobrasil.com.br    


REFLEXÃO PESSOAL: Mais uma vez fico indignado com o descuidado por parte da equipe diretiva deste tipo de programa em gerenciar o processo de regramento das condutas dos sujeitos que se submetem a tal exposição. Já alertei como psicopedagogo, especialista em aprendizagem humana da complexidade educativa que demanda das posturas reveladas no cotidiano, neste caso, da “famosa casa”, uma vez que como onda, todos nos sentimos desrespeitados no sentido de termos que presenciar tamanho agravo frente ao descaso com a condição humana.
O fato é pontual e postular: a Emissora deverá agora, no mínimo, timbrar em cadeia nacional uma retratação esclarecendo o que de fato aconteceu, pois é tanta poeira, tanto discurso desencontrado (será que orientados? Talvez, nem sei!) que não conseguimos mais evidenciar a verdade deste episódio. Quanta exposição, eu particularmente não gosto destas rodas de pura deselegância e ofensa moral.