segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

O MESTRE E O DISCÍPULO!



Um sábio mestre conduz seu aprendiz pela floresta. Embora mais velho caminha com agilidade, enquanto seu aprendiz escorrega e cai a todo instante. O aprendiz blasfema, levanta-se, cospe no chão traiçoeiro, e continua a acompanhar seu mestre. Depois de longa caminhada, chegam a um lugar sagrado. Sem parar, o sábio mestre  começa a viagem de retorno.

- "Você não me ensinou nada hoje" - diz o aprendiz, levando mais um tombo.

- "Ensinei sim, mas você parece que não aprende" - responde o mestre. "Estou tentando lhe ensinar como se lida com os erros da vida".

- "E como lidar com eles?"
- "Como deveria lidar com seus tombos" - responde o mestre.
- "Em vez de ficar amaldiçoando o lugar onde caiu, devia procurar aquilo que te fez escorregar."

(Autor desconhecido)



 
EM TEMPOS DE HIPOCRISIA EXPLÍCITA É IMPORTANTE DILATAR A MENTE!
 




domingo, 3 de fevereiro de 2013

UMA CIDADE EDUCADORA ROMPENDO COM O CANSATIVO GIRO DAS MESMICES!





 
"Mudar sim, mas reconhecer a mudança. Preciso ser coerente com o direito que tenho de mudar."

 (Paulo Freire)

Nesta altura de minha construção tenho me autorizado a pensar em alguns movimentos que, curiosamente, são mantidos por grupos sociais fixos e endurecidos que, não me perguntem o motivo, passam a ser a referência para as mídias, e vamos combinar, que situação cansativa, fala-se a mesma coisa das mesmas pessoas o tempo todo, ou pior, passam a mobilizar um giro “acertado” em pessoas ou instituições por questões de conveniência ou por barganhas que movimentam muito dinheiro. Enquanto isto, digno de aplausos estes nos passam a conversa, quer dizer: passam a conversa vírgula, porque todos enxergam tentando não ver para não sofrerem represália. Tenho alertado e vou registrar novamente: a história da humanidade nos mostra que feudos de poder mantidos por barganhas e sistemas de opressão tendem a ruir levando consigo todos aqueles que dele se beneficiavam, assim a saída mais sábia é a libertação efetiva de discursos enganosos do tipo “todos tem a possibilidade de prosperar e vencer” de fato, todos têm, agora combinemos, seria bem melhor se os degraus não fossem tão altos para alguns e tão acessíveis para outros, outros escolhidos “a dedo.” Tenho observado, estou atento, quero ver quais serão os movimentos de poder diante de novas posturas que  Santiago deverá mobilizar para prosperar como Cidade Educadora, este é um exemplo próximo. Estamos crescendo muito, agora, há muito a ser feito no campo da educação empreendedora e sugestões não me faltam!