sexta-feira, 8 de junho de 2012

PERGUNTA MIRANDA: "FLORES NA PRIMAVERA? QUE INUSITADO!"



Miranda revela-se como alguém que teve de sacrificar-se muito para chegar ao topo e permanecer lá. Amando-a ou odiando-a, ninguém poderá negar que ela é a arquiteta de um formidável império. Miranda tem um incrível poder no mercado. É uma formadora de tendências e gostos e, portanto, direciona-o gerando e marcando, como ferro em brasa sua opinião. Funciona sob muita pressão e dirige a empresa com mão-de-ferro, pontua Meryl Streep.

 Podemos ainda registrar talvez que Miranda desliza na fronteira entre a comicamente má e a mulher verdadeiramente triste. Um ponto fundamental do incrível posto em xeque é a capacidade de mesclar comédia e drama.
Fonte de suporte: http://www.cinepop.com.br


PONDERANDO: E entre muitas pérolas timbradas por Miranda que nos fazem pensar, lança esta: “Flores na primavera? Que inusitado!” revelando certa ironia. Agora temos mais um ponto para aprendizagem: Será que não estamos sendo óbvios demais naquilo que estamos fazendo ou postamos em nossa trajetória de vida? Muitas vezes, por sermos um tanto previsíveis demais em nossas atitudes somos tragados pela indelicadeza, pela falta de elegância, pela hipocrisia, pela maldade daqueles que por não conseguirem ser originais se tornam cópias uma vida toda e não admitem criatividade, tenho certeza que você já deve ter vivenciado situação parecida. Estes atacam a qualquer sinal de competência, por isso talvez temos muito a aprender com Miranda, a  formadora de tendências.
VEJA SÓ QUANTA APRENDIZAGEM NESTE DIÁLOGO!  
E ASSIM VAMOS, APRENDENDO SEMPRE,  BUSCANDO-NOS NAS LEITURAS QUE FAZEMOS DO MUNDO!