quinta-feira, 21 de junho de 2012

APRENDENDO COM FERNANDA YOUNG!


“Seja alguém simples. Seja algo que você ama e entende. Esqueça o resto, tudo que você precisa está na sua alma e em seu coração.”
(Fernanda Young)


PONDERANDO: A experiência terrena de aprender com as leituras de mundo que fazemos é uma manifestação extraordinária, podemos aprender muito e com tudo o que se revela ao longo de nossa trajetória:
- Amores mal resolvidos.
- Decepções com amigos próximos.
- O exercício do perdão na humildade.
- O trato com o insensato.
- A negação de nossa história.
- O preconceito maquiado.
- O descrédito daqueles que amamos.
- As rasteiras que chegam à mansidão.
 E mais, e mais... muito mais mesmo...
O importante é a aprendizagem, a reinvenção, quanto as dores, teremos que constituir a sabedoria de acomodá-las na quietude, na postura sábia de não entramos na “roda do empurra-empurra”, na “dança do derruba que eu gosto”, pois cair nesta vala será negar nossa capacidade de desenharmos contornos frente a situações segregantes.
Aliás, segregar, expelir, tirar da jogada, negar o direito de ir e vir, esse fenômeno também é digno de reflexão: temos o poder de decidir sem olhar as histórias dos sujeitos que se fazem no mundo assim como nós?
Uma singular verdade: eu, tu, ele, nós, vós e eles, todos em franco processo de aprendizagem diante das faces do mundo.