quinta-feira, 11 de outubro de 2012

A ARTE DE SER MESTRE DE SI MESMO...PENSANDO POR SUN TZU!



“Quando vigiares, vigia atentamente: não durmas. Quando avançares, avança resolutamente, trilhando com segurança caminhos que só tu conheces.”
(SUN TZU)


A arte de sermos e estarmos conscientes de nossa condição de aprendentes nos faz pensar efetivamente, então, na arte de sermos mestres de nós mesmos, assumindo que não podemos adiar decisões necessárias que nos colocam na posição válida de escolhas, escolhas estas que vão nos fazendo, isso, vão nos fazendo mesmo, pois somos resultado de nossas escolhas, lembremo-nos, nesta altura desta reflexão da máxima: “ O Universo não se apiedada, apenas devolve e transfere o resultado de nossas posições diante do mundo.”  O fato para efeito é que em nossas batalhas para aprender a reaprender temos que fazer pontes, mobilizar contornos nas relações pessoais e profissionais, evitar conflitos desnecessários,  valer-se do diálogo diante da deselegância do comportamento do outro, fazer valer a quietude e o recolhimento para avaliação de nossos trajetos analisando os cenários para assim escolher o momento mais sábio e estratégico para agir, e ainda, talvez, sermos indiferentes face aos ataques dos hipócritas, enfim, tudo é salutar quando o assunto em pauta é sermos mestres de nós mesmos, e inevitavelmente garantirmos novos espaços para ressignificarmos nossas concepções.